Denise

Vírus da AIDS tem um ponto fraco

Os cientistas Sudhir Paul, Yasuhiro Nishiyama e Stéphanie Planque, da Escola de Medicina da Texas University, encontraram um ponto vulnerável em uma pequena porção da proteína que recobre o HIV. No artigo Catalytic Antibodies to HIV: Physiological Role and Potential Clinical Utility, eles explicam que essa proteína é essencial para a adesão e infecção das células. A equipe conseguiu fragmentar e destruir uma seqüência de aminoácidos invariável, o que seria muito útil no tratamento e prevenção da doença.
Os vírus sofrem mutação constantemente, e por isso os anticorpos não são capazes de controlá-los, motivo pelo qual ainda não há uma vacina preventiva contra a aids. Esse ponto fraco é uma pequena parte entre os aminoácidos 421-433 da proteína gp120, que está sendo estudado para ser usado como agente terapêutico. Estes aminoácidos funcionam como “cérebro” do vírus que, apesar das mutações sofridas para enganar o corpo humano, permanecem invariáveis e lembram ao HIV para atacar as células.
A partir da descoberta, o grupo desenhou anticorpos com atividade enzimática, conhecidos como “abzymes”, que podem atacar estes aminoácidos de uma maneira precisa. “Os ‘abzymes’ reconhecem praticamente todas as diversas formas do HIV encontradas no mundo. Isto resolve o problema da mutabilidade do HIV. Ao contrário dos anticorpos, os “abzymes” degradam o vírus de forma permanente. Segundo o estudo, uma só molécula de “abzymes” pode acabar com milhares de partículas do vírus. Os cientistas estudam agora se isto pode ser aplicado ao desenvolvimento de vacinas que possam ser utilizadas como um microbicida para prevenir a transmissão sexual da aids.

Denise

Olha só…

 

Fonte: BBC e www.folha.uol.com.br

 

Quem disse que fobia é coisa de gente grande? Em North Yorkshire, Reino Unido, uma leitoa tinha medo de chafurdar na lama. Para resolver o problema, o dono da leitoa, Andrew Keeble, e sua filhinha Ellie, resolveram colocar pequenas galochas nas patas de Cinders. A família tem uma fábrica de lingüiças e mantêm cerca de 200 porcos na fazenda, mas já disseram que Cinders (a porquinha com medo) não corre o risco de acabar no abatedouro.

Denise

Dia do Meio Ambiente

 

Fonte: http://www.uniblog.com.br/

  

Hoje fiquei o dia todo sem Internet (problemas no Virtua) !

Em pleno dia do meio ambiente, olha só que notícia legal: Agora, a qualidade do mar não vai mais ser indicada por bandeirinhas, e sim por totens, de acesso remoto. Assim, você vai poder saber a condição de 155 pontos do litoral de SP em menos tempo. Até o dia 07 (sábado), as praias de Guarujá, Peruíbe, Itanhaém e outras do Litoral Sul vão ganhar o novo equipamento. Depois, a partir do dia 9, serão as praias do Litoral Norte. A|previsão é que até o fim do ano todos os pontos de acompanhamento da qualidade da água já tenham o novo equipamento.

Segundo a Cetesb, o totem oferece melhor visibilidade e informação sobre água em até 48 horas antes. Os aparelhos contêm um painel de energia solar e baterias que permitem seu funcionamento por oito dias mesmo o tempo estando nublado.

Denise

Chá Verde

 

Imagem: http://lucasouzaglamour.files.wordpress.com

  

Aqui em casa, minha mãe e minha irmã são fãs do chá verde. Eu não consigo tomar, porque acho muito amargo. Mas elas dizem que o esforço vale a pena, já que tantos benefícios são atribuídos a esse chá.

Ele é feito com as folhas da Camellia sinensis, e ajuda na perda de peso, diminui as taxas de colesterol, controla a pressão arterial, ativa o sistema imunológico, diminui o risco de artrose, aterosclerose e outras doenças degenerativas, e tem ação cicatrizante se for usado topicamente. Estudos recentes associam o consumo do chá ao menor risco de desenvolvimento de alguns tipos de câncer. Também pode ser usado em bochechos e gargarejos, prevenindo o aparecimento de cáries.

Segundo alguns nutricionistas, o segredo está na composição do chá, que apresenta altas concentrações de antioxidantes, estimulantes, minerais e teofilina, um vasodilatador potente. Sabe-se que o chá tem ação digestiva e diurética, e é por isso que é tão usado por pessoas que querem emagrecer. Diz-se que o chá também acelera o metabolismo.

Mas não se deve abusar da bebida, já que o chá é rico em cafeína e pode acabar levando a uma gastrite. O ideal é tomar pequenas doses ao longo do dia, e não um litro pela manhã ou à noite, como muitas pessoas fazem.

Fonte: Terra Vida e Saúde

Denise

Pedidos de Desculpas!

Amigos,

Estou super sem tempo, e por isso peço desculpas pela demora em atualizar o site. Estou escrevendo dois artigos e o TCC da Licenciatura, além de estar estudando para alguns concursos… Ou seja, quem paga é o site, que fica acumulando pó…

Mas já estou com algumas coisinhas separadas pra postar aqui, aguardem.

Obrigada pela compreensão!

Imagem: www.boasaude.uol.com.br
O dia 24/03 foi escolhido, em 1982, pela OMS e pela União Internacional Contra Tuberculose e Doenças Pulmonares como o “Dia Mundial de Combate à Tuberculose”. A data é uma homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da doença por Robert Koch, em 24 de março de 1882.Na época, a tuberculose matava grande parte da população mundial, e a descoberta do bacilo foi muito importante para o controle da doença. Hoje, a tuberculose mata mais que qualquer outra infecção curável. Diariamente, mais de 20 mil pessoas adoecem e 5 mil morrem vitimadas pelo mal. Os países em desenvolvimento registram 95% dos casos e 98% das mortes pela doença. Atualmente, segundo a OMS, um terço da população mundial está infectada com o bacilo de Koch sem, contudo, desenvolver a doença.

No Brasil o problema é muito sério. O país é o 16º (de 22) com maior número de casos. A taxa de cura (77%) é considerada baixa, se compararmos com a Índia (85%), o Congo (85%) e a China (94%). Por isso, desde 2003, o governo tornou o enfrentamento à tuberculose uma das prioridades do Ministério da Saúde.

As lesões podem aparecer em qualquer parte do organismo humano, mas a mais frequente é a tuberculose pulmonar. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa e não por insetos, utensílios, transfusão de sangue ou água. Quando um paciente infectado tosse, espirra ou mesmo fala, os bacilos são lançados no ar, onde permanecem em suspensão, podendo atingir outras pessoas ao entrar nos pulmões pela respiração. Cada paciente pulmonar, se não tratado, pode infectar em média dez a 15 pessoas por ano.Quando o tratamento é realizado adequadamente, a taxa de cura beira os 95%. Porém, um dos principais problemas que enfrentamos é o abandono do tratamento, que é muito longo - 6 meses. Assim que o paciente começa a melhorar, pára de procurar o posto de saúde para retirar o remédio, e acaba ficando doente de novo, desta vez com o bacilo mais resistente. A doença também manifesta-se de maneira oportunista em 15% dos portadores do HIV.
Fonte: Uol
Denise

Dengue no Rio

 

Imagem: http://www.metropolionline.com.br/

 

Em postagens anteriores, já falei sobre a dengue (veja aqui e aqui). Agora, as últimas notícias falam na epidemia de dengue no Rio de Janeiro. Já são 47 mortes por dengue no Estado. Por isso, acho que vale a pena retomar o assunto, rever os sintomas e como prevenir.

A doença é transmitida pelo Aedes aegypti. No verão, aumenta a proliferação desse mosquito, porque aumenta o número de objetos que acumulam água da chuva, como garrafas, pneus, vasos, latas. Esses lugares são chamados de criadouros. Então, a prevenção está nas mãos da própria população: vasculhe o seu terreno e elimine os possíveis criadouros. Lembre-se também que caixas d’água destampadas também são um convite aos mosquitos. Informe seus vizinhos, para que também procurem em seus terrenos e casas. Outra dica é usar um bom repelente.

A doença se manifesta de 3 a 15 dias após a picada. Na dengue clássica, a pessoa apresenta febre alta, dor de cabeça e no fundo dos olhos, dor muscular, náuseas, cansaço, e podem aparecer manchas na pele. A pessoa pode apresentar sangramentos em locais como a gengiva e o nariz. Na dengue hemorrágica, a pessoa apresenta os mesmos sintomas, mas com maior intensidade. É peciso estar atento, porque há risco de morte.

Não há tratamento específico para a dengue, porém os pacientes recebem medicação para aliviar os sintomas. É importante procurar o hospital porque nem todos os remédios podem ser tomados - os que contém ácido acetilsalicílico podem causar hemorragias. Só o médico pode determinar que remédio o paciente deve tomar.

A dengue não é fatal se o paciente tiver o tratamento adequado a tempo. Por isso, se você suspeitar da doença, procure logo um médico, e não faça automedicação.

Denise

A nova arca de Noé

 

Fonte: Asabrasil.org.br

  

Diz a lenda que Noé salvou um casal de cada espécie animal quando um dilúvio tomou conta do nosso planeta. Tudo foi destruído, menos aquilo que ele colocou dentro de sua Arca. Pois parece que essa história serviu de inspiração para a Global Crop Diversity Trust.

A empresa está montando um projeto gigantesco de armazenamento de sementes no arquipélago norueguês de Svalbard, no Círculo Ártico. Se ocorrer uma hecatombe nuclear que destrua a vida no planeta, ou se o aquecimento global acabar matando boa parte da nossa biodiversidade, ainda assim as pessoas que sobreviverem poderão recomeçar. Isso porque o armazém gigante pretende preservar sementes de todos os tipos de culturas agrícolas. Se tudo o mais der errado e faltar comida no mundo, os humanos remanescentes poderão reiniciar suas plantações (ainda resta saber se nesse cenário de destruição será possível chegar no pólo Norte, descongelar as sementes e voltar para terrenos cultiváveis).

É claro que não é só devido à essas possíveis tragédias que o projeto existe. No mundo, e até no nosso País, é muito frequente a existência de bancos de sementes. A empresa espera fazer uma espécie de backup desses bancos, porque se um banco perder uma de suas amostras (o que acontece com freqüência), essa planta não terá se perdido completamente, porque existirá uma cópia em Svalbard.

O projeto deve começar a funcionar esse ano, e a expectativa é que em 3 anos possua mais de 1,5 milhão de amostras do mundo todo. Inicialmente o banco centrará os esforços em sementes que são importantes para a produção alimentícia e para a agricultura sustentável, mas por ter capacidade para abrigar até 4,5 milhões de amostras, eventualmente poderão ser armazenadas sementes de qualquer variedade existente.

A idéia de usar o arquipélago gelado para preservar as sementes do mundo tem uma explicação social e outra climática. Por ser um lugar remoto, em um país pacífico, afastam-se as chances de um bombardeio ou algo do gênero. Além disso o local está numa área onde não ocorrem terremotos e furacões, e, acima de tudo, é realmente frio. Em Svalbard, mesmo se faltar energia, o permafrost (solo congelado) manterá a temperatura em no máximo -3,5C, suficiente para preservar as sementes por meses.

Fonte: Folha de São Paulo, caderno Ciência, 24/11/2007

 

Palestra - Como anda sua memória?
Dia 19 de fevereiro - terça-feira: das 19h às 21h
Lucal: Hospital Alemão Oswaldo Cruz (Rua João Julião, 331 - Paraíso - São Paulo - SP - 14º andar - Anfiteatro)

As inscrições para as palestras são gratuitas e os interessados entrar em contato pelo telefone 3549-0000 e solicitar à telefonista que contate o bip 0158, das 8h às 17h

As vagas são limitadas.

Denise

Adoçante pode ser vilão da dieta

Fonte: www.conteaqui.com.br

A ingestão de sacarina, um tipo de adoçante usado principalmente em refrigerantes diet, pode provocar aumento de peso maior que a ingestão de açúcar. É o que sugere um estudo realizado em ratos por pesquisadores da Purdue University, Indiana. O estudo foi publicado na revista científica “Behavioral Neuroscience”.

Segundo os autores do estudo, o sabor doce da sacarina estimula o sistema digestivo, que se prepara para a ingestão de uma grande quantidade de calorias. Se essas calorias não são ingeridas, o organismo se desregula e, como resultado, pede mais comida ou queima menos calorias, provocando o aumento de peso. A pesquisa gerou grande polêmica.

Os cientistas acompanharam a alimentação de 17 ratos. Nove receberam iogurte adoçado com sacarina e oito com açúcar. Depois do iogurte, os animais receberam a dieta normal. Cinco semanas depois, os ratos que consumiram a sacarina ganharam 88 gramas, e os que ingeriram glicose tiveram um aumento de peso de 72 gramas - uma diferença de mais de 20%. Os ratos que tomaram o iogurte com a sacarina consumiram mais calorias e tiveram aumento de 5% na taxa de gordura do corpo, de acordo com o estudo.

Assim, os resultados sugerem que consumir alimentos adoçados com sacarina pode levar a um aumento de peso e da taxa de gordura maior do que o consumo de açúcares calóricos. Susan Swithers, uma das autoras da pesquisa, explica que as experiências em laboratório indicam ainda que outros adoçantes artificiais, como o aspartame e o acessulfame K, que oferecem o gosto doce, podem ter o mesmo efeito da sacarina.

Fonte: UOL

- Next »